Capadócia: descubra a terra de São Jorge

Muito venerado entre os brasileiros, como exemplo de fé, coragem e persistência, São Jorge tem suas raízes na Capadócia, Turquia, considerada o segundo berço do cristianismo.

Como viveu em uma época de muita perseguição, muitos documentos a seu respeito foram destruídos e, por isso, boa parte do que se sabe provém da tradição popular.

A versão mais aceita é a de que São Jorge nasceu em 280 d.C, na Capadócia. Teria se alistado ao Exército Romano e, durante uma guerra no Egito, questionado com veemência a perseguição aos cristãos. Por conta disso, foi preso e torturado, resistiu à muita dor e tentações, mas não negou a sua fé. Por isso, foi degolado no ano de 303.

Parque Nacional Gorëme e a Igreja de São Jorge 

Conhecer o berço de São Jorge pode ser uma ótima “desculpa” para visitar um dos lugares mais incríveis da Capadócia, e por que não dizer, do mundo: o Parque Nacional Gorëme, um verdadeiro museu a céu aberto que é Patrimônio Mundial da Unesco.

Um lugar que mais parece cenário de filme com uma formação geológica muito peculiar proveniente de atividades vulcânicas combinadas com a erosão provocada pelo vento e pela água.

Além da geologia, Gorëme também se destaca pelas inúmeras igrejas e mosteiros bizantinos escondidos em suas escavações que testemunham que o local foi um refúgio cristão entre os séculos V e XII.

 

 

 

Uma dessas Igrejas é a Igreja da Serpente que contempla um afresco de São Jorge abatendo uma serpente.

Serpente? Não é São Jorge e o dragão? 

Isso mesmo. Sem comprovação histórica, a simbologia do dragão e a identificação com os soldados são lendas passadas de geração em geração.

Em uma delas, São Jorge teria salvado a filha de um rei de ser devorada por um dragão que vivia dentro de um lago na cidade de Selem, na Líbia. São Jorge teria domado a fera e levado diante do povo assustado, prometendo matá-la apenas se todos se convertessem ao cristianismo.

Alguns estudiosos dizem que o dragão pode ser uma simbologia, representando o imperador que perseguia os cristãos, por exemplo. E a princesa, as almas convertidas ao cristianismo.

No Brasil, São Jorge é padroeiro do Rio de Janeiro e tem uma grande devoção popular por aqui, por representar a perseverança e a coragem do povo!

Embarque com a Unitur para conhecer o berço de São Jorge!