Central de atendimento
+55 (51) 3272.3388
WhatsApp
+55 (51) 98183.9051

Cotação-Grupos
Atualizado em 15/10/2018 Dolar R$ 3,94
Euro R$ 4,55

BLOG

de ,
Compartilhe
FacebookTwitterGoogle+Email

Conheça a história e as curiosidades da majestosa Mesquita Azul em Istambul

Antes de falar propriamente da Mesquita Azul precisamos explicar que no Islamismo o número de minaretes, ou torres, de uma mesquita, é proporcional a sua importância. Muitos templos se contentam com um, dois ou até quatro deles.

Mas no início do século XVII, o jovem sultão Ahmet, de apenas 19 anos, pediu ao arquiteto a façanha de seis minaretes para o projeto da sua grandiosa Mesquita!

É do alto dessas torres que os muçulmanos são chamados para as cinco orações diárias.

A Mesquita Azul

O Azul que vem de dentro

Construída de 1609 a 1616, a Mesquita Azul, na verdade não é azul por fora. O nome tem origem na cor majoritariamente azulada refletida por mais de 20.000 azulejos em seu interior, alguns deles ali desde o século XVII.

A claridade que proporciona esse efeito magnífico provém de cerca de 260 janelas no interior da Mesquita Azul.

Teto e azulejos da Mesquita Azul

Quando foi construída, a Mesquita contava também com edificações adjacentes com uma casa de estudos islâmicos, uma escola, um hospital, uma cozinha popular, além das tumbas do sultão e seus filhos, mas a maior parte dessas construções foi destruída durante o século XIX.

Hoje, milhares de turistas e fiéis do mundo inteiro visitam a Mesquita Azul. A entrada é gratuita, mas é preciso observar algumas regras de respeito ao islã, como roupas adequadas, pés descalços e véu na cabeça para as mulheres.

Um passeio que é uma verdadeira experiência cultural e espiritual.

A Unitur possui um roteiro incrível pela Turquia e pela Grécia. Embarque com a gente!