Dia de Santa Catarina de Sena: conheça a história da Santa e a cidade onde ela nasceu

Catarina Benincasa nasceu em 1347, em Siena, na Itália e por isso se tornou popularmente conhecida como Santa Catarina de Sena (ou Siena).

Dizem que os santos são enviados com seus carismas para sanar as chagas de determinada época. A história de Santa Catarina de Sena nos dá realmente essa impressão.

Seus pais, Mona Lapa e Jacomo Benincasa tiveram 25 filhos. Muitos não sobreviveram por muito tempo, devido às condições do período, especialmente pela peste negra. A Europa vivia chagada pelas guerras e pelas doenças.

A Igreja também enfrentava uma época sofrida, com o Cisma do Oriente e a mudança da capital de Roma para Avignon.

Breve história de Santa Catarina de Sena

Desde pequena, Catarina relatava, especialmente aos irmãos, suas visões contemplativas e com apenas 15 anos, contrariando a vontade dos pais que a queriam casada, cortou os cabelos e conseguiu a aprovação para entrar na Ordem Dominicana.

Mas boa parte de sua vida viveu fora dos muros do convento. Em sua cidade natal, trabalhou arduamente para cuidar dos pobres e doentes de peste. Serviu com amor aos irmãos mais necessitados.

Mas não só. Catarina também viajava pela Itália e escrevia numerosas cartas, na maior parte das vezes ditadas (são controversos os relatos sobre Catarina ser analfabeta ou ter aprendido a ler tardiamente), para políticos, bispos, padres, religiosos, etc.

Teve grande participação no retorno do papado para Roma naquele período e até hoje, cerca de 400 de suas cartas sobrevivem ao tempo. É lembrada comumente como alguém que teve a coragem de dizer a verdade ao poder.

Por seu rico material espiritual, Catarina de Sena foi reconhecida em 1970, por Paulo VI, como Doutora da Igreja. E em 1999, João Paulo II tornou Catarina a padroeira da Europa.

Siena: refazendo os passos de Santa Catarina

Uma visita à cidade de Sena é uma oportunidade de voltar no tempo e refazer muitos dos passos de Santa Catarina.

O itinerário pode contemplar: uma visita à Basílica de San Domenico, da qual Catarina era consagrada. Ali, é possível encontrar a Sacra Testa, ou seja, a cabeça da Santa, que foi separada de seu corpo (este, em Roma) e também outra relíquia: um dos dedos de Santa Catarina.

O passeio pode seguir pela Casa Santuário de Santa Catarina, que espaços e relíquias de onde a Santa viveu com a família.

Depois, continuando pela estrada, pode-se visitar a Fontebranda, onde Catarina ía retirar água e com a qual o pai, tintureiro, trabalhava.

Subindo a Via del Costone, com uma bela vista panorâmica da cidade, se chega ao Duomo, ou catedral da cidade, onde segundo a história, Catarina teve uma visão, hoje representada com uma pintura na parede.

Vista da catedral de Sena

Ainda há o Batistério de San Giovanni, onde Catarina foi batizada, e a sua escadaria, percorrida frequentemente por Catarina para chegar ao Hospital de Santa Maria dela Scala, onde ela cuidava dos doentes.

santa catarina de sena

Cúpula do Batistério

Que tal conhecer esses e outros lugares incríveis da Itália? Embarque com a Unitur em passeios que são verdadeiras peregrinações!