Central de atendimento
+55 (51) 3272.3388
WhatsApp
+55 (51) 98183.9051

Cotação Grupos
Atualizado em 18/10/2019 Dolar R$ 4,29
Euro R$ 4,75

BLOG

de ,
Compartilhe
FacebookTwitterEmail

Diwali: conheça o festival indiano das luzes

É entre os meses de outubro e novembro que as cidades indianas são contagiadas pelo maravilhoso festival das luzes, também conhecido como Diwali.

Famílias se reúnem, casas, ruas, pessoas, e até mesmo as vacas são decoradas.  Luzes, lâmpadas, fogos de artifício, fogueiras, além de flores e doces tomam conta da cidade.

Seguindo a tradição, a população acende diversas lâmpadas de argila com óleo, as chamadas diyas, que levam consigo a mensagem mais subliminar do Diwali: “Venha, deixe-nos remover a escuridão da face da terra”.

Aliás, por todas as partes é possível ver os diyas, feitos artesanalmente pelas famílias indianas e vendidos pelas ruas das cidades.

Tão bonito quanto a decoração, é também o que o festival significa para os indianos. Diwali quer dizer “fileira de lâmpadas” e representa a vitória da luz sobre as trevas, do Bem sobre o mal, do conhecimento sobre a ignorância.

O festival começa no primeiro dia do calendário lunar hindu, ou seja, na noite mais escura do ano, o dia de lua nova. É a transição da Lua Minguante para a Crescente, da passagem das trevas para a luz.  

São cinco dias muito alegres para os indianos, e uma experiência única para quem visita o país nessa época do ano.

Os cinco dias de festa do Diwali

No primeiro dia, a oração é destinada à deusa Lakshimi, pedindo a ela riqueza e prosperidade. Nesse dia, os indianos costumam comprar objetos de ouro e prata, que simbolizam a riqueza.

No segundo dia, os religiosos cantam músicas para Lakshimi e Rama e celebram o episódio em que o deus Krishna matou Narakasura, o demônio do mal.

No terceiro dia, é o verdadeiro Diwali. As casas são enfeitadas por fora e muitos religiosos visitam os templos para adorar Lakshimi e Ganesh. É uma noite de muitos fogos de artifício!

Leia também sobre outra festa asiática, a Cerimônia das Almas, no Laos

No quarto dia, a festa segue com muita comida. Este dia, também chamado de Padwa celebra o episódio em que Krishna derrotou Indra, o deus da chuva e dos céus. De acordo com a lenda, Krishna teria levantado um monte para salvar o povo das inundações. Em referência a esse monte, os indianos fazem “montanhas” de comida!

No quinto dia, o festival ganha um significado especial para os irmãos. Diz a lenda que Yami, a deusa da morte, intercedeu por seu irmão gêmeo Yama (deus da morte) e por isso, é comum que as irmãs façam orações por seus irmãos.

Atualmente, o festival das luzes é celebrado por todos os indianos, sejam hindus, jainistas, budistas e sikhs. É a festa da prosperidade e da riqueza e, por isso, os indianos saem às compras por jóias, roupas, carros…tudo novo! E também comem muitos doces, para celebrar a doçura e o amor!

A Unitur está lançando um roteiro especial em novembro de 2020 para a Índia! E vejam que maravilha: bem na época do festival das luzes!

Venha viver essa experiência cultural única com a gente 😉