Voltar para a listagem de postagens

Entenda por que o Parque Nacional Serra da Capivara (PI) é considerado a Disneylândia da pré-história

Milhares de brasileiros nem imaginam, mas a cidade de Teresina e o Piauí como um todo abrigam alguns dos mais importantes sítios arqueológicos do mundo. O estado concentra a maior quantidade de artes rupestres das Américas e, até hoje, de tempos em tempos, novos sítios, artefatos e gravuras são descobertos quase que por acaso por pesquisadores e estudiosos. Distante cerca de 500 km distante da capital Teresina fica o mais famoso e visitado sítio arqueológico do Brasil: o Parque Nacional Serra da Capivara. Ele foi criado através de um decreto do final da década de 70, com a intenção de proteger os exemplares brasileiros de patrimônio pré-histórico. Posteriormente, foi ampliado e declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.

A melhor sugestão para quem visita o Parque Nacional Serra da Capivara é passar alguns dias em Teresina, conhecendo a cultura piauiense, suas tradições e sua gastronomia. Saindo de Teresina, para chegar até o principal acesso ao parque, na cidade de São Raimundo Nonato, será necessária uma viagem de mais ou menos 7 horas. Tem quem prefira pegar um avião de Teresina a Petrolina e fazer um vôo de 40 minutos sobre o Rio São Francisco para só então ir de carro até o interior, em um trajeto que dura pouco mais de 4 horas.

Pedra Furada no Parque Nacional Serra da Capivara – Foto: Wikimedia

Curiosidades sobre o Parque Nacional Serra da Capivara:

✅ é o único parque nacional de caatinga do país;

✅ recebe atividades como ciclismo, alpinismo e voo livre, além das mais de uma dezena de trilhas do mais baixo grau de dificuldade ao mais complexo;

✅ tem a maior quantidade de pinturas rupestres e os mais antigos exemplares desta arte de todo o continente;

✅ além das pinturas e de vestígios que podem ter mais de 50.000 anos, também abriga artefatos pré-históricos, esqueletos humanos e pedaços de cerâmica com mais de 8.000 anos.

Arte rupestre no Parque Nacional Serra da Capivara – Foto FUNDHAM

O que visitar?

São tantas as formações rochosas e os sítios paleontológicos e arqueológicos do Parque Nacional da Serra da Capivara que é praticamente impossível conhecê-lo em uma só visita. Muitas das áreas somente são acessadas por esportistas, pesquisadores ou por quem cuida da preservação e manutenção do local. Quando você estiver por lá será imprescindível visitar:

✅ o Boqueirão da Pedra Furada, um sítio tido como modelo de escavação arqueológica e também o local onde estão as mais famosas pinturas rupestres de todo o parque;

✅ o Desfiladeiro da Capivara e suas pinturas – as mais antigas – de figuras humanas e formatos geométricos;

✅ as Tocas mais famosas: da Entrada do Pajaú, do Inferno, do Barro e da Entrada do Baixão da Vaca;

✅ o Baixão das Andorinhas, com vista para o cânion e o espetáculo exclusivo de revoada destes passarinhos;

✅ a Toca do Pedro Rodrigues e sua paisagem panorâmica;

✅ a Pedra Furada;

✅ a Fábrica de Cerâmica.

Além de ser um museu a céu aberto, o Parque Nacional Serra da Capivara é abrigo para instituições importantes de arte e cultura. Conheça:

✅ o recentemente inaugurado Museu da Natureza (Muna), que tem como objetivo apresentar aos visitantes informações desde o início do universo até os tempos contemporâneos. É um prédio com 12 salas em espiral e o primeiro edifício circular de estrutura metálica do país, arquitetado com base no tronco da árvore mandacaru. Reúne fósseis impressionantes, obras de arte e experiências imersivas e dados sobre a evolução da natureza.

✅ o Museu do Homem Americano, criado para narrar a evolução do ser humano e para passar mais informações, aos visitantes do parque, sobre a herança e o patrimônio culturais deixados pelos habitantes pré-históricos do local. Expõe, por exemplo: instrumentos, urnas funerárias e esqueletos pré-históricos e amostras da biodiversidade existente hoje na região.

 

Quando viajar?

É possível conhecer o Parque Nacional Serra da Canastra e aproveitar alguns dias também em Teresina (PI) em qualquer época do ano. No período de seca, entre maio e outubro, faz mais calor e o sol é forte, mas as visitas são melhores aproveitadas.  A partir de novembro até abril começam as chuvas na região, o que pode atrapalhar um passeio ou outro.

Toda a Serra da Capivara tem estradas de terra bem cuidadas e em bom estado e passarelas exclusivas para pedestres, além de ser bastante sinalizada. Fique atenta(o) aos circuitos turísticos abertos e recomendados, seguros e preparados para visitas e caminhadas em grupo ou com a família.

Embarque com a Unitur! 

 

Conheça a Capital Americana da Cultura

Pode chamar de Pérola do Oeste ou Capital Americana da Cultura, como você preferir. Guadalajara merece esses dois títulos por ter se desenvolvido na indústria, na tecnologia e na arquitetura moderna, sem perder a suas raízes históricas e culturais. É a cidade berço da Tequila e dos Mariachis, aqueles tradicionais grupos de música mexicanos. Por […]

Leia mais

Rota do Blues, nos Estados Unidos: tudo o que você precisa saber

A Rota do Blues é para quem ama viajar, admirar paisagens e ouvir música boa! Ela fica nos Estados Unidos e se tornou conhecida por unir jazz, country e até mesmo rock ao estilo musical nascido na África, mas que se tornou popular entre os norte-americanos no início do século XX, após a Guerra Civil. […]

Leia mais

Conheça os locais que marcaram a vida de São Francisco de Assis

Embarque com a Unitur e conheça os locais em Assis e ao redor de Assis por onde passou, pregou e viveu São Francisco de Assis. Uma peregrinação repleta de fé e emoção.  É verdade que todos os trajetos de peregrinação identificados como caminhos feitos pelo santo – pelo menos 5, atualmente – são igualmente impressionantes. […]

Leia mais

Vivências

Assine nossa Newsletter

Fique por dentro das nossas novidades!