Central de atendimento
+55 (51) 3272.3388
WhatsApp
+55 (51) 98183.9051

Cotação Grupos
Atualizado em 14/07/2020 Dolar R$ 5,59
Euro R$ 6,38

BLOG

de ,
Compartilhe
FacebookTwitterEmail

Entenda por que o Parque Nacional Serra da Capivara (PI) é considerado a Disneylândia da pré-história

Milhares de brasileiros nem imaginam, mas a cidade de Teresina e o Piauí como um todo abrigam alguns dos mais importantes sítios arqueológicos do mundo. O estado concentra a maior quantidade de artes rupestres das Américas e, até hoje, de tempos em tempos, novos sítios, artefatos e gravuras são descobertos quase que por acaso por pesquisadores e estudiosos. Distante cerca de 500 km distante da capital Teresina fica o mais famoso e visitado sítio arqueológico do Brasil: o Parque Nacional Serra da Capivara. Ele foi criado através de um decreto do final da década de 70, com a intenção de proteger os exemplares brasileiros de patrimônio pré-histórico. Posteriormente, foi ampliado e declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.

A melhor sugestão para quem visita o Parque Nacional Serra da Capivara é passar alguns dias em Teresina, conhecendo a cultura piauiense, suas tradições e sua gastronomia. Saindo de Teresina, para chegar até o principal acesso ao parque, na cidade de São Raimundo Nonato, será necessária uma viagem de mais ou menos 7 horas. Tem quem prefira pegar um avião de Teresina a Petrolina e fazer um vôo de 40 minutos sobre o Rio São Francisco para só então ir de carro até o interior, em um trajeto que dura pouco mais de 4 horas.

Pedra Furada no Parque Nacional Serra da Capivara – Foto: Wikimedia

Curiosidades sobre o Parque Nacional Serra da Capivara:

✅ é o único parque nacional de caatinga do país;

✅ recebe atividades como ciclismo, alpinismo e voo livre, além das mais de uma dezena de trilhas do mais baixo grau de dificuldade ao mais complexo;

✅ tem a maior quantidade de pinturas rupestres e os mais antigos exemplares desta arte de todo o continente;

✅ além das pinturas e de vestígios que podem ter mais de 50.000 anos, também abriga artefatos pré-históricos, esqueletos humanos e pedaços de cerâmica com mais de 8.000 anos.

Arte rupestre no Parque Nacional Serra da Capivara – Foto FUNDHAM

O que visitar?

São tantas as formações rochosas e os sítios paleontológicos e arqueológicos do Parque Nacional da Serra da Capivara que é praticamente impossível conhecê-lo em uma só visita. Muitas das áreas somente são acessadas por esportistas, pesquisadores ou por quem cuida da preservação e manutenção do local. Quando você estiver por lá será imprescindível visitar:

✅ o Boqueirão da Pedra Furada, um sítio tido como modelo de escavação arqueológica e também o local onde estão as mais famosas pinturas rupestres de todo o parque;

✅ o Desfiladeiro da Capivara e suas pinturas – as mais antigas – de figuras humanas e formatos geométricos;

✅ as Tocas mais famosas: da Entrada do Pajaú, do Inferno, do Barro e da Entrada do Baixão da Vaca;

✅ o Baixão das Andorinhas, com vista para o cânion e o espetáculo exclusivo de revoada destes passarinhos;

✅ a Toca do Pedro Rodrigues e sua paisagem panorâmica;

✅ a Pedra Furada;

✅ a Fábrica de Cerâmica.

Além de ser um museu a céu aberto, o Parque Nacional Serra da Capivara é abrigo para instituições importantes de arte e cultura. Conheça:

✅ o recentemente inaugurado Museu da Natureza (Muna), que tem como objetivo apresentar aos visitantes informações desde o início do universo até os tempos contemporâneos. É um prédio com 12 salas em espiral e o primeiro edifício circular de estrutura metálica do país, arquitetado com base no tronco da árvore mandacaru. Reúne fósseis impressionantes, obras de arte e experiências imersivas e dados sobre a evolução da natureza.

✅ o Museu do Homem Americano, criado para narrar a evolução do ser humano e para passar mais informações, aos visitantes do parque, sobre a herança e o patrimônio culturais deixados pelos habitantes pré-históricos do local. Expõe, por exemplo: instrumentos, urnas funerárias e esqueletos pré-históricos e amostras da biodiversidade existente hoje na região.

 

Quando viajar?

É possível conhecer o Parque Nacional Serra da Canastra e aproveitar alguns dias também em Teresina (PI) em qualquer época do ano. No período de seca, entre maio e outubro, faz mais calor e o sol é forte, mas as visitas são melhores aproveitadas.  A partir de novembro até abril começam as chuvas na região, o que pode atrapalhar um passeio ou outro.

Toda a Serra da Capivara tem estradas de terra bem cuidadas e em bom estado e passarelas exclusivas para pedestres, além de ser bastante sinalizada. Fique atenta(o) aos circuitos turísticos abertos e recomendados, seguros e preparados para visitas e caminhadas em grupo ou com a família.

Embarque com a Unitur!