Central de atendimento
+55 (51) 3272.3388
WhatsApp
+55 (51) 98183.9051

Cotação-Grupos
Atualizado em 18/01/2019 Dolar R$ 3,95
Euro R$ 4,52

BLOG

de ,
Compartilhe
FacebookTwitterGoogle+Email

Guia de viagem definitivo para a Terra Santa (e infográfico para levar com você!)

Visitar a Terra Santa é um destino dos sonhos para peregrinos cristãos, judeus e muçulmanos.

A região é rica em história e tradições das três grandes religiões.

Neste guia vamos apresentar dicas e pontos turísticos da Terra Santa de interesse maior para os católicos, mas não significa que eles não possam ser lugares de visitação e de experiência para quem tem outros credos.

Afinal, agregar cultura e conhecer histórias é sempre importante!

A primeira coisa a se dizer é que para quem é praticante da fé católica muitos lugares serão até mesmo emocionantes.

Percorrer os caminhos de Jesus e da Sagrada Família, pensar que por ali eles viveram, sorriram, sofreram, trabalharam e deixaram suas histórias para a eternidade com certeza marcará a sua vida para sempre.

Neste post você verá (clique em um dos títulos se quiser ir direto para um deles): 

 

Vamos embarcar com destino à Terra Santa?

Quando ir à Terra Santa 

Média de temperaturas mês a mês em Israel

Em Israel o clima é quente e seco no verão e úmido e com temperaturas amenas no inverno. Mas de uma maneira geral, é possível visitar a Terra Santa o ano todo! O clima é bem agradável, com dias ensolarados a maior parte do tempo.

No inverno, Jerusalém pode até receber um pouco de neve, mas nada que um casaco grosso não resolva.

Uma boa dica é ficar de olho no calendário das festas cristãs e judaicas, quando as cidades lotam. Nestas datas os lugares ficam mais cheios de visitantes e com maior fila de espera para visitação. Se preferir algo com menor fluxo de pessoas evite estas datas. 

A não ser que seja esse o seu objetivo: conhecer os lugares sagrados na companhia de muitos outros peregrinos.

Onde ficar na Terra Santa

Mapa da Terra Santa

Para quem vai viajar com intenções de peregrinação e para fazer um turismo religioso, a melhor opção é se hospedar nas cidades mais próximas dos pontos de peregrinação, como Nazaré, Belém e Jerusalém.

A rede hoteleira em Israel oferece opções variadas, desde casas de institutos religiosos que recebem peregrinos aos hotéis e resorts de categoria superior.

Como chegar na Terra Santa

Aeroporto em Tel Aviv

A partir de Dezembro de 2018 a Latam vai oferecer um voo direto do Brasil para Israel. Por enquanto, é preciso fazer escalas antes de chegar a Tel Aviv.

As melhores opções de voos para a Terra Santa são via Europa ou África. Muitas companhias aéreas oferecem a possibilidade de fazer uma parada na ida ou na volta no aeroporto de conexão, assim dá pra aproveitar e combinar a sua viagem com outros países. 

Israel tem relações diplomáticas com o Egito e a Jordânia e por isso é possível transitar por suas fronteiras.  É preciso apenas conferir as exigências de visto. 

O que fazer

Vamos dividir os pontos de peregrinação a partir das cidades-base de um roteiro clássico de peregrinação pela Terra Santa. Uma verdadeira peregrinação à Terra Santa deve incluir todos esses locais ou a maior parte deles. 

Além destes lugares de maior evocação religiosa, Israel oferece excelentes atrativos para quem deseja lazer e entretenimento.

 

1. Nazaré e região

O centro da Galileia é Nazaré e o coração dessa cidade é a Basílica da Anunciação. E o centro desse coração é a Gruta. Aqui “o Anjo Gabriel anunciou a Maria e Ela concebeu do Espírito Santo”. Na Terra Santa, o singelo advérbio “aqui” tem um significado único e totalmente especial. 

Nazaré significa flor e, por isso, é conhecida como a flor da Galileia ou cidade das flores, você sabia? 

Desde o início da era cristã, Nazaré foi habitada por judeus e cristãos de origem hebraica, sobretudo, parentes de Maria e de José e por onde eles passaram, suas casas foram transformadas em santuários.

Nazaré é considerada uma cidade santa porque ali viveu, por cerca de 30 anos, a Sagrada Família. Jesus, mais tarde, foi chamado de “Nazareno” e, até o século IV, seus seguidores eram conhecidos como nazarenos.

Antes de Jesus habitar nestas humildes grutas, casas, santuários, tabernáculos, habitou no seio da mulher escolhida por Deus, Maria. 

A cidade de Nazaré está localizada no coração de um vale ondulado onde Jesus passou sua juventude e viveu com José e Maria (Lc 1,26-38).

 

Basílica da Anunciação

Basílica da Anunciação

É o maior santuário cristão no Oriente Médio e representa o local onde Maria recebeu a visita do Anjo Gabriel. 

Foi construída entre 1960-69 em dois níveis: o inferior segue os contornos da catedral cruzada do século XII e em um nível ainda mais abaixo abriga a gruta bizantina, que são as três capelas com os pontos focais litúrgicos de toda a construção; o superior serve à paróquia católico-romana. 

Em Nazaré ocorreu o “sim” de Maria. Ali, Deus tomou forma humana, ali celebramos o mistério da Encarnação. Com o sim de Maria o desconhecido vilarejo de Nazaré transformou-se em lugar de anúncio onde o “Verbo se fez carne” (Lc1,26-38). Essa inscrição encontra-se no centro do altar, que está na Gruta da Anunciação.

Cada peregrino da Terra Santa que entra na gruta, quase que instantaneamente, se vê meditando sobre o porquê de tantos anos de silêncio e de vida ordinária, antes que Jesus se manifestasse como o Messias Salvador. 

Nas paredes internas da basílica, e também no lado externo, ao redor da basílica, há vários painéis marianos. A maioria deles em mosaico, homenageando a Mãe de Deus, nos diferentes títulos que os devotos lhe concederam mundo afora, ao longo dos séculos, como por exemplo: Lourdes, Fátima, Guadalupe, Aparecida, Loreto, Czestochowa

Este santuário recorda de modo particular, o título de Maria Mãe da Igreja, título proclamado por Paulo VI.

A basílica, por ter sido construída durante o Concílio Ecumênico Vaticano II, é a primeira igreja a recordar esse título.

Igreja de São José

Ao sair da Basílica superior, o peregrino encontra a igreja de São José. 

Segundo a tradição da Igreja, que abriga uma gruta e uma câmara subterrânea talhadas na rocha, pode ter sido a carpintaria de São José ou o lar da Sagrada Família após voltarem do Egito. A construção atual é do ano de 1914.

Monte Tabor e Basílica da Transfiguração

Monte Tabor e Basílica da Transfiguração

O Monte Tabor é identificado pela tradição cristã desde o século IV como sendo o local da transfiguração de Jesus. Do alto do monte é possível ver o Vale de Jezreel e também Nazaré. Ali fica a Basílica da Anunciação e o adjacente mosteiro franciscano.

A cripta marca o local e o evento da transfiguração. Ao lado da porta principal há duas capelas dedicadas a Moisés e a Elias.

Caná da Galiléia

cana terra santa

Cana da Galileia

Como contam os evangelistas, Caná foi o lugar onde Jesus realizou seu primeiro milagre em uma festa de casamento, quando incentivado por Maria transformou água em vinho. 

Ali também Jesus teria feito seu segundo milagre, segundo João, quando curou o filho de um funcionário real. Portanto, é um dos lugares mais visitados da Terra Santa. 

A Igreja tem duas torres que representam a noiva e o noivo e também grandes jarras em seu interior que celebram o milagre.

Monte Carmelo e Gruta de Elias

Na encosta ocidental do Monte Carmelo fica uma caverna sagrada para o cristianismo, pois tem sido identificada como o local onde a Sagrada Família descansou quando voltava do Egito. Além disso, o monte também é associado ao profeta Elias. 

Monte das Bem-Aventuranças

Monte das Bem-Aventuranças

É o local do Sermão da Montanha. Lá do alto, a vista é para o Lago Genesaré. A atual Igreja construída no monte é do ano de 1938.

Tagba e a multiplicação dos pães e dos peixes

É o lugar onde Jesus alimentou as multidões multiplicando pães e peixes. A Igreja Bizantina, hoje mantida pelos beneditinos, reconstruída de cerca do século V protege mosaicos originais.

Um deles, abaixo do altar mostra dois peixes e uma cesta de pães.

Cafarnaum

cafarnaum terra santa

Cafarnaum

Mencionada várias vezes no Novo Testamento, essa cidade da Terra Santa é reconhecida como o local onde Jesus viveu durante grande parte de seu ministério na Galiléia. É o local de uma antiga vila pesqueira na costa noroeste do Mar da Galiléia.

Mar da Galiléia e Igreja da Casa de São Pedro

Próximo ao Mar da Galiléia, ou Lago Genesaré, há um sítio arqueológico redescoberto em 1838. Ali, investigações arqueológicas identificaram uma estrutura eclesiástica octogonal construída em volta de uma habitação datada do século I.

Nas paredes do aposento conservado se lê em aramaico, grego, sírio e latim as palavras Jesus, Cristo e Pedro. Acredita-se que seja a casa de Simão chamado Pedro.

Rio Jordão

Batismo no Rio Jordão

Uma das maiores fontes de água de Israel é também um lugar especial para os cristãos. Às margens do Rio Jordão, que desagua no Mar Morto, João Batista teria pregado e ali também teria batizado Jesus.

Viva essa experiência: independente da sua fé, assista a um batismo coletivo no Rio Jordão. Há um lugar específico para eles e é um momento cultural e religioso interessante. 

Jericó

Situada às margens do Rio Jordão, Jericó é citada pelos Evangelistas Mateus, Marcos e Lucas como o lugar onde Jesus curou um cego (ou dois, de acordo com Mateus).

Monte das Tentações

Situado no Vale do Rio Jordão e próximo à cidade de Jericó, teria sido ali que Jesus viveu o seu jejum de 40 dias após ser batizado e foi tentado por Satanás.

Hoje, existe um teleférico no local que permite uma vista bem bonita de todo o monte.

mar morto terra santa

Mar morto

É o ponto mais baixo da terra, com águas dez vezes mais salgadas que a dos oceanos. Ali, o corpo humano não afunda, apenas flutua. Uma experiência única na Terra Santa. 

A água e a lama do mar morto são ricas em sais minerais e por isso muitos turistas se lambuzam com elas. Ao entorno do Mar Morto há também diversos spas, clínicas terapêuticas e resorts que oferecem tratamentos com as propriedades do Mar Morto.

Viva essa experiência: faça fotos divertidas boiando no Mar Morto e tomando aquele banho de lama! Não deixe de perceber as cabras montanhesas ao redor do local. Umas fofas!

 

Bethânia

A cidade de Bethânia é citada doze vezes no novo testamento. Jesus vivia por ali 😉 Chegava e partia de Bethânia para suas pregações com os discípulos.

 

2. Belém e região

Belém

A cidade onde Jesus nasceu abriga uma das comunidades cristãs mais antigas do mundo, que atualmente convive pacificamente com a maioria muçulmana. Belém também é a terra do Rei Davi e por isso um centro de turismo cultural e religioso. 

Em hebraico e em grego, Belém quer dizer a Casa do Pão. 

Basílica e Gruta da Natividade

natividade terra santa

Basílica da Natividade

A Basílica guarda uma gruta onde acredita-se ser o lugar onde Jesus nasceu. Uma caverna é citada nas escritas do século II de Justino e no século III por Orígenes de Alexandria.

A igreja na forma atual foi reconstruída após um incêndio em 565 por ordem do Imperador Justiniano.  

Ein Karen

É considerado o local de nascimento de São João Batista e o lugar onde moravam Zacarias e Isabel. Teria sido ali, então, que Maria visitou sua prima, quando as duas estavam grávidas.

 

3. Jerusalém e região

Nas montanhas da Judeia, entre o Mar Mediterâneo e o Mar Morto está uma das cidades mais antigas do mundo: Jerusalém.

Considerada sagrada por judeus, cristãos e muçulmanos, Jerusalém sobrevive ao tempo com a fé de seus povos e desafiando conflitos. 

Uma curiosidade da cidade, para além de toda a riqueza histórica e religiosa, é a obrigatoriedade de construir tudo na cidade com uma pedra branca. A lei foi promulgada em 1927 pelos ingleses e permanece até hoje.

A verdade é que o contraste com suas cúpulas traz um tom ainda mais especial à cidade. 

Muro das Lamentações

Muro das Lamentações

É o local de oração e tradição judaica desde antes de Cristo. É um grande muro de arrimo em volta da plataforma do Monte do Templo. Templo que Maria e a Sagrada Família visitaram, onde Jesus foi apresentado a Deus e onde se perdeu.

No muro, há a tradição de depositar pedidos ou orações em suas frestas.

Atualmente é um dos principais cartões postais da Terra Santa. 

Igreja da Dormição de Maria

dormicao terra santa

Igreja da Dormição de Maria

A abadia bizantina guarda um grande mosaico que retrata Maria segurando o menino Jesus. E tem uma grande e impressionante cripta dedicada a dormição.

No centro, há uma estátua de marfim e madeira entalhada de Maria dormindo.

 

Mercado Árabe

Mercado em Jerusalém

O Mercado Árabe de Jerusalém, na Terra Santa, percorre boa parte das ruas do Bairro Árabe e muitas vezes atravessa as rotas dos peregrinos.

São lojinhas que vendem de tudo: de temperos e comidas divinas a souvenirs e camisetas. Como os preços são muito parecidos, não deixe de negociar!

Viva essa experiência: mesmo com aparência não muito boa, os mercadinhos de comida oferecem delícias gastronômicas da cidade. Permita-se saborear!

 

Monte das Oliveiras

ascensao terra santa

Igreja da Ascensão no Monte das Oliveiras

No Monte das Oliveiras, Jesus chorou sangue e teria pedido ao Pai para afastar dele aquele cálice. Fica a leste da cidade antiga de Jesuralém e proporciona vistas espetaculares da cidade. Recebeu esse nome pois antigamente suas encostas eram cobertas de oliveiras.

No Monte há a Igreja da Agonia ou o Gethsêmane como também é conhecido, que de acordo com a tradição, marca o lugar onde Jesus teria orado antes da sua prisão.

Ali também fica a Igreja da Ascensão, uma pequena capela que marca o lugar onde Jesus teria ascendido ao céu.

Nela, há uma pedra com uma marca que alguns acreditam tratar-se das pegadas de Jesus.

Viva essa experiência: o Monte das Oliveiras reserva um pôr do sol maravilhoso. Se tiver tempo, não deixe de apreciá-lo!

 

muro terra santa

Igreja de Santa Ana 

A Igreja, de acordo com a tradição cristã, marca o local de nascimento da virgem Maria, filha de Santa Ana e de São Joaquim.

 

Via Dolorosa

via dolorosa terra santa

Via Dolorosa

O percurso que relembra o trajeto por onde Jesus carregou a própria cruz começa no Quarteirão Muçulmano, perto do arco de Ecce Homo e termina na Igreja do Santo Sepulcro, no Quarteirão Cristão.

É também chamada de Caminho das Dores e um dos lugares mais especiais da Terra Santa. As quatorze estações ao longo do caminho retratam desde o local da condenação de Jesus por Pôncio Pilatos até o local da sua crucificação em Gólgota.

Viva essa experiência: a Via Dolorosa pode ser um dos pontos turísticos mais lotados de Israel. Peregrinos, ambulantes, igrejas e locais sagrados se misturam no trajeto. Enfrente a multidão, respire dessa cultura e aproveite o passeio.

 

Calvário

É o lugar da décima segunda estação e fica em cima da rocha de Gólgota. É possível ver uma porção do leito da rocha abaixo do altar grego.

Basílica do Santo Sepulcro

Basílica do Santo Sepulcro

De acordo com a tradição, a primeira Igreja do Santo Sepulcro foi construída ainda em 326, a mando do Imperador Constantino. Foi construída no local onde acredita-se que Jesus foi crucificado e enterrado.

Quando os prédios romanos foram destruídos, uma série de tumbas escavadas em rochas foi descoberta. Uma delas foi identificada como sendo de José de Arimatéia. Não sobrou muito da estrutura original, mas a rotunda e a arcada em volta da tumba parecem ser ter resquícios originais.

Como se locomover em Israel

trem terra santa

Trem em Jerusalém

Como os pontos turísticos estão dispostos por todo o país, o melhor meio é alugar um carro. As estradas são bem seguras e o Waze é israelense! Ou seja, ele não vai falhar por lá. 

Há também a opção de se locomover com a malha ferroviária que é bem vasta em Israel ou ainda pelas linhas de ônibus.

Esteja atento apenas para a celebração do Shabat do pôr-do-sol da sexta ao pôr-do-sol do sábado, quando em algumas cidades, os sistemas de transporte público ficam paralisados. 

Mas se você não quer preocupações mesmo, vem com a Unitur. Nossos ônibus são de categoria luxo e nossos guias especializados em roteiros na Terra Santa.

A Unitur é a agência referência no Brasil em turismo religioso!

Como se vestir

Sendo turista em Israel e pela mistura de muitos povos, não há grandes restrições apesar de avistar sempre muçulmanos e judeus com trajes mais tradicionais.

Em alguns locais sagrados para os muçulmanos será necessário colocar um lenço na cabeça para as mulheres.

Nos locais cristãos, vale o bom senso, evitando, por exemplo, decotes e roupas muito curtas. Algumas Basílicas exige que os ombros estejam cobertos. Mas no geral, não há grandes proibições.

Onde comer 

comida terra santa

Shawarma em Jerusalém

Por sua mistura de povos, Israel reserva uma gastronomia rica em sabores seja da culinária árabe, africana, mediterrânea e claro, a culinária kosher dos judeus.

Especialmente em Tel Aviv há opções de restaurantes de todo o mundo. Os sabores são muito bem recebidos pelos brasileiros. Até mesmo o shawarma (fatias finíssimas de carneiro ou frango assadas em um espeto vertical) de um pé sujo pode ser delicioso!

Não tenha nenhum receio, você irá comer bem em Israel e ainda verá que a culinária é verdadeiramente uma expressão da mistura de povos!

Internet em Israel

Você sabia que Israel é um dos pontos mais tecnológicos do mundo? Você irá se surpreender com a quantidade de pontos de internet em restaurantes, praças, museus. Fique tranquilo que você terá acesso aos aplicativos de mensagens para mandar aquelas fotos especiais para a família.

Mas, aproveite a peregrinação para se desconectar um pouco e conectar consigo mesmo/a. Pode ter certeza que valerá a pena!

Infográfico de dicas práticas

A Untitur preparou um infográfico especial com todas as dicas práticas da Terra Santa.

Língua, moedas, cartões, clima, vacinas, documentação necessária e tudo o que você precisa saber para embarcar tranquilo para a sua peregrinação.

É só preencher o formulário e o infográfico será enviado para o seu email. Aí é só salvar nas fotos do seu celular e consultar sempre que precisar 😉

 

 

Somente no ano de 2018, a Unitur já embarcou 15 grupos para conhecer a Terra Santa.

Somos a agência referência em turismo religioso no Brasil. Nossos serviços são seguros, confortáveis e nosso atendimento diferenciado.

Confira alguns testemunhos de quem já viveu essa experiência com a gente!

“Gostaria de expressar meu agradecimento a Deus e a Unitur por nos ter presenteado com esta viagem tão maravilhosa. Desde o primeiro contato percebi algo especial. Vocês são uma FAMÍLIA e se preocupam com cada um dos clientes. Sempre fui maravilhosamente atendida. Um muito obrigada!”

(Salete Dalla Vecchia – Viajou para a Terra Santa e Itália em 2016)

Leia mais em: https://new.goisrael.com/