Central de atendimento
+55 (51) 3272.3388
WhatsApp
+55 (51) 98183.9051

Cotação Grupos
Atualizado em 25/05/2020 Dolar R$ 5,63
Euro R$ 6,16

BLOG

de ,
Compartilhe
FacebookTwitterEmail

O que visitar e experimentar em Tirana, capital da Albânia. Confira!

Existe muito mais para conhecer na Albânia, Europa, além de seu maravilhoso e ainda pouco explorado litoral. A capital, Tirana, por exemplo, merece uns dias dedicados somente à sua arquitetura, história e gastronomia.

Depois de enfrentar décadas bastante cinzentas e uma enorme revolução cultural e ideológica liderada pelo ditador Enver Hoxha, a cidade teve que lidar com um crescimento caótico e desordenado e só recentemente passou a se destacar por suas cores e arquitetura; sua hospitalidade; pela comida boa e barata e por excelentes produções de café e cerveja e, consequentemente, pelas deliciosas cafeterias. Quem passeia por Tirana consegue fazer a maioria das coisas a pé. Abaixo, listamos alguns lugares incríveis a serem visitados!

A Praça Skanderbeg leva o nome de um herói nacional, cuja estátua é vista logo de cara pelos visitantes, considerado um dos responsáveis por libertar a Albânia dos otomanos. O espaço aberto foi redesenhado durante o período socialista vivido por Tirana, após o domínio nazista, e é rodeado pelas principais construções da cidade e conhecê-las é uma grande lição de história. Entre estas construções estão a tradicional Mesquita Et’hem Bey e a Torre do Relógio, ambos construídos no século XVIII e, por sua importância cultural, poupados da demolição em massa feita pelo ditador já mencionado. É possível acessar a Torre do Relógio e, do alto, ter uma visão bem especial da cidade.

Praça com a mesquita e a Torre do Relógio

Também na Praça Skanderbeg estão o Museu de História Nacional, identificado pelo mosaico nacionalista de sua fachada e bastante abrangente no que diz respeito à história do país europeu desde a antiguidade e o Palácio da Cultura, sede da Ópera de Tirana e da Biblioteca Nacional.

 

 

Apenas alguns metros de distância da praça, fica a Pirâmide de Tirana (Pirama): uma construção hoje sem muita utilidade que foi desenhada pela filha de Enver Hoxha após a sua morte, para sediar o que seria um museu em homenagem ao ditador. Hoje em dia, a pirâmide não passa de uma lembrança dos tempos sombrios da cidade.

A pirâmide em Tirana

Estando nas proximidades, aproveite para pegar o teleférico e conhecer o Parque Nacional de Monte Dajti e a própria montanha: que paisagem linda!

Ao caminhar pela Rua Murat Toptani – uma rua para pedestres – será possível conhecer as ruínas da Fortaleza de Justiniano, uma das poucas coisas restantes do período bizantino, e a Ponte de Tabak ou Tanner’s Bridge, uma antiga ponte de pedra dos tanoeiros, construída no período otomano (século XIX).

O Bairro Blloku deve ser outro ponto visitado por quem está na capital da Albânia. É um bairro que pode ser comparado à Rua Oscar Freire, em São Paulo, ou até mesmo ao Bairro Palermo, na Argentina, durante os seus tempos áureos. Até o fim da ditadura, Blloku tinha acesso proibido para população da cidade por ser o bairro onde vivia Enver Hoxha e seus aliados. Inclusive, a exuberante casa do ditador permanece erguida e intacta por lá.

Bairro Blloku, em Tirana

Nos arredores deste bairro “chique” existe o chamado Postbllok (“checkpoint”, em inglês), abrigo de símbolos da repressão ocorrida durante o regime de isolamento comunista e homenagem aos prisioneiros políticos. No Postbllok é possível ver um pedaço do muro de Berlim; pedaços de concreto de uma mina, retirados de um campo de concentração para estes prisioneiros e um bunker, uma das várias estruturas fortificadas subterrâneas construídas pelo ditador.

Por falar em bunker…

Entre os vários bunkers espalhados pela cidade, um deles sedia um interessante museu/exposição de arte. Ele é conhecido pelos locais como Bunk Art e é a atração mais tradicional da cidade. Vale conhecer!

Bunk’Art em Tirana

Experimente visitar também o Grand Park (Parku i Madh) ou Parque do Lago Artificial. É um dos pontos mais relaxantes de toda a cidade e abriga, além do lago, a Igreja de São Procópio, o Palácio Presidencial e memoriais de algumas personalidades da Albânia. Quem passa pelo parque tem a oportunidade de visitar, ainda, o zoológico de Tirana e o jardim botânico, com muitas flores e plantas típicas albanesas;

Antes de ir embora, conheça a Galeria Nacional de Artes de Tirana e faça algumas fotos no Reja (The Cloud), obra de arte feita em aço pelo arquiteto japonês Sou Fujimoto e usada como espaço cultural e social.

É isso!

A Unitur é a agência de viagens que está sempre pronta para te atender e conta com os melhores especialistas para o desenvolvimento de roteiros turísticos incríveis! Entre em contato para agendar a sua visita à Tirana em um pacote particular ou em grupo!