BLOG

de ,
Compartilhe
FacebookTwitterGoogle+Email

Os mistérios e os encantos de Teotihuacán, no México!

Ninguém sabe ao certo qual povo habitou a Cidade dos Deuses, também conhecida como o local das Pirâmides de Teotihuacan, localizada a cerca de 45 km da Cidade do México.

De acordo com uma das hipóteses, ali pode ter sido o berço de uma civilização multiétnica, formada por vários povos, que chegou a atingir mais de 100 mil pessoas entre os séculos III e V. Nessa época, o local pode ter sido uma das seis maiores cidades da mesoamérica.

A cidade pode ter começado a ser construída em 100 a.C e começou o seu declínio por volta de 550 d.C. Outro grande mistério é sobre como ela desapareceu. Quando os astecas chegaram ao local, já estava tudo abandonado.

Abandonado, mas com preciosidades que podem ser visitadas até hoje como a grande Pirâmide do Sol, a Pirâmide da Lua, a Calzada de Los Muertos, o Templo de Quetzalcoatl  e a principal avenida de Teotihuacán.

A Pirâmide do Sol e a Pirâmide da Lua

A Pirâmide do Sol tem 65 metros de altura e é a segunda maior do México. O seu núcleo é de adobe e era totalmente revestida de estuque pintado. Já a Pirâmide da Lua possui 46 metros de altura. Há uma crença popular que diz que a Pirâmide da Lua retira as energias negativas das pessoas e a Pirâmide do Sol renova as energias positivas, por isso, muitos dos visitantes preferem subir primeiro a da Lua e depois a do Sol.

O passeio deve ser feito sem pressa, com chapéu e água. É impossível não se encantar com os afrescos, as ruínas, a grandeza das pirâmides erguidas em uma época com tão poucos recursos e refletir sobre a espiritualidade e as crenças do povo misterioso que ali viveu.

Além do passeio de dia, agora também é possível visitar Teotihuacán à noite, com um show de luzes que projeta como as pirâmides eram quando foram construídas.

A Unitur inclui em seus pacotes para o México essa visita imperdível ao sítio arqueológico de Teotihuacán, um dos Patrimônios da UNESCO desde 1987. Conheça nossos roteiros!