Peregrinação

 

Diferentemente de uma viagem de lazer, uma peregrinação é uma jornada empreendida por um viajante com algum propósito, seja ele o autoconhecimento, a aproximação a Deus, o pagamento de promessas ou qualquer objetivo espiritual determinado. 

img-peregrinacao

 

Independente da concepção que cada um tenha de Deus, peregrinar é um ato comum em quase todas as religiões, apesar de não ser estritamente uma jornada religiosa.

Na Antiga Mesopotâmia foram registradas as primeiras peregrinações da humanidade, no Antigo Testamento da Bíblia cristã já aparecem as jornadas de peregrinação, em que o povo de Deus caminhava unido rumo a locais sagrados, como a cidade santa. Já os gregos peregrinavam rumo aos oráculos e seus templos, enquanto os egípcios trilhavam o caminho no deserto até o templo de Amon, os hindus, na Índia, buscavam alcançar Benarés e os muçulmanos peregrinavam em direção à Meca. As primeiras jornadas de peregrinação cristã tinham por destino a Terra Santa e deram-se a partir do século III e IV, quando o Cristianismo tornou-se uma religião lícita.

Ao peregrinar, o próprio caminho escolhido já desempenha um papel importantíssimo, abrindo-se como um universo repleto de diferentes experiências e facetas a serem desbravadas pelo viajante, independente e complementarmente ao seu destino final. É muito importante salientar que para peregrinar, além de haver um propósito definido, é preciso ter muita disposição, tanto física quanto mental, para o contato com o diferente, com a natureza, com os locais sagrados e a própria introspecção em si. É preciso estar aberto às novas experiências, às novas realidades apresentadas e oferecidas pela jornada para que se possa transcender e realmente viver uma experiência única e verdadeiramente engrandecedora. Durante a caminhada, o peregrino depara-se com muitas novas realidades, passando longe de sua zona de conforto, o que aumenta instintivamente o discernimento de si, do mundo, de Deus e, o que é mais importante, o lugar de cada coisa em sua vida.

Uma peregrinação é uma busca incansável, que envolve força de vontade e uma mente livre e antenada, disposta a talvez encontrar mais novas perguntas do que respostas para suas questões fundamentais, mas sempre almejando novas perspectivas e melhor autoconhecimento, para que assim consiga relacionar-se melhor com o mundo de forma geral. Uma experiência de peregrinação, mesmo que a princípio não seja de objetivo puramente religioso, acaba sempre rendendo muitos frutos aos viajantes nos campos da espiritualidade, da iluminação e do descobrimento do real sentido da sua vida.