Central de atendimento
+55 (51) 3272.3388
WhatsApp
+55 (51) 98183.9051

Cotação Grupos
Atualizado em 09/07/2020 Dolar R$ 5,42
Euro R$ 6,17

BLOG

de ,
Compartilhe
FacebookTwitterEmail

Tudo o que você precisa saber para voar tranquila(o) pós pandemia

Atenção, passageiros do vôo 2020

Embarque imediato pelo portão “novo normal”

Sejam bem vindos de volta!

 

Prepare-se! Em breve, aeroportos voltam a funcionar e, depois de tanto tempo em casa, nada mais merecido do que fazer uma boa viagem. Com a gradual normalização dos voos, passageiros voltarão a circular por aeroportos de todo o mundo e você – ainda bem! – fará parte deles. 

Administradoras de aeroportos e companhias aéreas reestruturaram suas operações e já estão fazendo suas partes: adotaram novas medidas de biossegurança; ampliaram equipes de limpeza e intensificaram a frequência de higienização, não só das aeronaves, mas de balcões, tokens e cabines. Além disso, instruíram funcionários a lavar as mãos constantemente e tornaram obrigatório o uso de equipamentos de proteção individual. Para eles, assim como para você, a máscara é exigência. Redobre os cuidados pessoais com a higiene e colabore também para que todos façam uma boa viagem.

Quero viajar! O que devo fazer?

De agora em diante, é prioridade máxima seguir as recomendações e os protocolos de higiene determinados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e, aqui no Brasil, pela Anvisa. Ao contrário do que muita gente pensa, os novos protocolos não valem somente para os aeroportos e companhias aéreas, mas também para quem viaja.

Dias antes da viagem, fique de olho na sua saúde e na sua temperatura. Lembre-se que a febre é um dos principais sintomas da Covid-19 e tenha em mente que a temperatura corporal pode ser um dos critérios para que a equipe de segurança de um aeroporto permita a sua entrada na área de embarque.

Consulte sua agência de viagens para conhecer as medidas de biossegurança adotadas em seu local de destino; pelas administradoras dos aeroportos que irá frequentar e pela companhia responsável por seus voos. Adapte-se a estas medidas.

E no dia da viagem?

Faça o check-in online, pela internet ou celular, e deixe o cartão de embarque já aberto no seu aparelho móvel para utilizá-lo na entrada da área exclusiva aos viajantes. É importante manter a bateria do celular carregada para evitar complicações. Se precisar, peça ajuda a um conhecido ou ao seu agente de viagens.

O novo normal está valendo até mesmo para antes da chegada ao aeroporto. Se utilizar transporte público, táxi ou carro de aplicativo, por exemplo, preze pela máscara desde o momento que sair de casa. Aproveite para mantê-la durante  o voo e só retire-a depois de chegar à sua acomodação final e lavar as bem as mãos.

Com a pandemia, está válida a máxima de que antecedência é bom, mas muita antecedência é demais. Para voos nacionais, chegar ao aeroporto 1 hora antes do horário programado para embarque é suficiente. Para voos internacionais serão necessárias 2 horas de antecipação.

Opte por se despedir de seu(s) acompanhante – preferencialmente sem abraços! – do lado de fora do aeroporto. Afinal, ninguém mais além de quem viaja precisa ficar circulando por um ambiente fechado e com tanto fluxo de pessoas.

No aeroporto, se precisar pegar alguma fila, siga a recomendação de distância mínima de 1,5m entre você e outra pessoa.

Os cuidados com a saúde (de todos) dentro do avião

Abaixo, você vai conhecer os principais novos critérios de biossegurança adotados pelas companhias aéreas. Sabemos que eles te deixarão mais animado para sua próxima aventura!

O avião como um todo é higienizado a cada desembarque. Assentos, mesas, espaços de armazenamento das bagagens e sanitários de aviões são sanitizados com produtos especiais que garantem eliminação de 99,9% de vírus e bactérias; todas as aeronaves têm, agora, filtros especiais para que o ar seja renovado a praticamente cada minuto e tenha sua qualidade equiparada a do ar de uma sala de cirurgia.

O serviço de alimentação mudou e somente são fornecidas refeições pré-embaladas.

É de responsabilidade da companhia higienizar, também, mantas e almofadas após cada uso. Se você preferir não utilizá-las, leve o seu travesseirinho e um casaco a mais na bagagem de mão ou um cachecol mais pesado. Outra boa ideia é ter sempre à mão um par extra de meias.

Poltronas de todos os voos são readequadas de acordo com a quantidade de passageiros. Esta readequação atende medidas de segurança, mas nem sempre requer assentos livres entre uma pessoa e outra. Revistas e informativos em papel sumiram dos bolsinhos da poltrona, então, se você não viaja sem uma distração, leve seu livro ou palavra-cruzada de casa. Apoie-os somente em locais sanitizados e fique atenta(o) à higienização do lápis ou caneta quando houver.

Durante a viagem permaneça o máximo possível no seu lugar e, se necessário, esclareça dúvidas com a tripulação, solicite ajuda e peça informações.

O que você precisa saber para viajar tranquila(o) pós pandemia: perguntas frequentes e dicas especiais da Unitur

Posso levar álcool em gel na bolsa ou bagagem de mão?

Pode! Para voos nacionais, a embalagem pode ter até 500 mL, mas para voos internacionais você precisará do potinho menor, com no máximo 100 mL. Lenços umedecidos também são uma boa opção.

Não quero comer a comida do avião, posso levar de casa?

Um lanchinho, pode. Biscoitos, salgadinhos, castanhas, barras de cereal e de chocolate. Antes de comer, se não puder lavar as mãos, capriche na higienização com álcool em gel.

Afinal, tem máscara certa e máscara errada?

Tem sim. A máscara adequada para a sua proteção precisa ser feita com 2 camadas de tecido ou com TNT de gramatura acima de 40. Somente as de tecido podem ser lavadas, o restante das máscaras é descartável. Máscaras mais finas, como as cirúrgicas, devem ser trocadas a cada 2 horas para que a sua saúde continue protegida. E mais: toda máscara é individual e, para funcionar, deve ser usada corretamente.

Qual o uso correto da máscara?

Protegendo todo o nariz, boca e queixo e ajustada ao rosto inclusive nas laterais; colocada com dedos tocando somente nos elásticos ou alças e sem que haja toque em sua parte frontal. A máscara não deve ser exposta antes de descartada ou lavada. Nos casos de máscaras descartáveis, coloque-as em sacos plásticos antes de jogá-las fora.